fbpx

Perfis Suspeitos no Instagram Promovem “Jogo do Tigrinho”: Prejuízos e Investigações

Perfis Suspeitos no Instagram Promovem “Jogo do Tigrinho”: Prejuízos e Investigações

Nas últimas semanas, diversos usuários do Instagram têm relatado um aumento significativo de perfis suspeitos dedicados exclusivamente à promoção do “jogo do tigrinho”. Várias pessoas afirmam que foram seguidas ou marcadas em fotos por essas contas, que seguem um padrão específico: nomes de usuário complexos, que envolvem códigos, e fotos de perfil com o desenho de um tigre. As contas geralmente seguem milhares de pessoas, mas possuem poucos seguidores, o que levanta suspeitas sobre sua autenticidade.

O “jogo do tigrinho”, também conhecido como “Fortune Tiger”, é um cassino online que promete ganhos fabulosos, atraindo inúmeros jogadores com a promessa de prêmios altos. O objetivo do jogo é conseguir uma combinação de três figuras iguais nas três fileiras que aparecem na tela, semelhante a um caça-níquel. No Brasil, o jogo ganhou notoriedade principalmente devido a uma ampla campanha publicitária que envolveu muitos influenciadores digitais.

Apesar da popularidade crescente, o “Fortune Tiger” acumulou diversos relatos de pessoas que sofreram perdas financeiras significativas. Em dezembro de 2023, a Polícia Civil do Maranhão realizou uma operação para investigar um esquema criminoso em torno do jogo, impulsionada pelo número crescente de prejudicados e pelos ganhos obtidos por influenciadores.

O advogado Dr. Issei Yuki, comenta sobre a situação: “É fundamental que os usuários estejam cientes dos riscos associados aos jogos de azar online. Infelizmente, muitas pessoas são atraídas pelas promessas de ganhos rápidos e acabam caindo em armadilhas que resultam em prejuízos financeiros consideráveis.”

Casos de perda financeira

A assistente social Maria das Graças, moradora de Maceió, Alagoas, é um exemplo dos muitos prejudicados pelo “jogo do tigrinho”. Em entrevista ao programa “Fantástico”, da TV Globo, ela revelou ter perdido cerca de R$ 200 mil em apostas no Fortune Tiger, alegando ter sido enganada por influenciadores que faziam propaganda do jogo com promessas falsas de prêmios altos. “Quando eu me vi, já estava endividada”, relatou Maria, que teve que vender sua loja para pagar a dívida adquirida.

A Delegacia de Estelionatos de Maceió teve acesso a contas demo utilizadas por influenciadores para demonstrar que supostamente é fácil ganhar no jogo. Dr. Yuki explica: “Essas contas demo são uma prática enganosa que faz com que os seguidores acreditem em uma falsa realidade. Quando jogam com dinheiro real, percebem que as chances de ganhar são muito menores.”

Em São Paulo, mais de 500 boletins de ocorrência foram registrados sobre esse tipo de contravenção penal. Outro caso destacado é o de uma mulher que acreditava ter ganhado R$ 94,9 mil no “jogo do tigrinho” em uma plataforma internacional. Após tentar sacar o prêmio, descobriu que sua conta havia sido bloqueada. A plataforma foi divulgada pela influenciadora Paulinha Ferreira, que está sendo investigada pela polícia de Alagoas na operação Game Over.

Responsabilidade dos influenciadores

O advogado de Paulinha, em sua defesa, afirmou que a influenciadora apenas fazia publicidade do jogo, seguindo as normas do Conar e dentro do que prevê a lei de 2013. “Ela não é a dona da plataforma, apenas divulgava. Então, quem tem de responder por saques ou problemas do tipo são os proprietários, não quem faz propaganda”, argumentou o advogado.

Dr. Yuki observa: “Embora os influenciadores possam não ser os proprietários das plataformas, eles têm uma responsabilidade ética ao promover produtos e serviços. Divulgar jogos de azar sem esclarecer os riscos envolvidos pode ser considerado uma prática enganosa.”

Casos como o de Maria das Graças e da mulher que perdeu o suposto prêmio mostram a necessidade de maior fiscalização e regulamentação dos jogos de azar online no Brasil. A operação da Polícia Civil do Maranhão e as investigações em curso em Alagoas são passos importantes para combater esse esquema criminoso. Entretanto, é essencial que os usuários estejam atentos e informados sobre os riscos associados a esses jogos.

Dr. Yuki finaliza com um conselho: “Sempre que algo parece bom demais para ser verdade, é necessário ter cautela. Verifique a legitimidade das plataformas e desconfie de promessas de ganhos fáceis. A conscientização é a melhor defesa contra fraudes online.”

Confira também:

Fique por dentro das novidades com a #TrendsCHK.
Siga a gente nas redes sociais @trendschk.

NEWSLETTER

Receba as novidades no seu e-mail

Written by: Lucas Nóbrega

Deixe um comentário