fbpx

Dia das Crianças: Tesak Arquitetura traz dicas de como decorar ambientes infantis

Tesak Arquitetura – Seja um quarto, um cantinho de estudos ou brinquedoteca, os espaços devem ser lúdicos e estimulantes para os pequenos!

Dia das Crianças: Tesak Arquitetura traz dicas de como decorar ambientes infantis

Ao projetar esse quarto de criança, Bianca Tedesco e Viviane Sakumoto, do escritório Tesak Arquitetura, exploraram bastante a personalidade do morador! Uma cama viúva foi o principal pedido, assim como as caixas organizadoras com rodízios, permitindo fácil mudança de layout nas horas de brincadeira. Foto: Henry Lopes

Um quarto de criança não deve ser, necessariamente, infantil. Dentre suas características, respeitar a personalidade do jovem morador e, ao mesmo tempo, criar um espaço que possa acompanhar sua evolução e desenvolvimento durante os anos é essencial. Pensando nisso, e com a aproximação do Dia das Crianças (12), as arquitetas Bianca Tedesco e Viviane Sakumoto, do escritório Tesak Arquitetura, reuniram diversas dicas sobre como ter ambientes estimulantes e perfeitos para os pequenos. “Quando pensamos em um quarto de criança, ou até mesmo em um cantinho de estudos ou brinquedoteca, é essencial ter um espaço funcional, que deixe tudo à mão, e que não seja datado”, opinam as arquitetas.

Segundo a dupla da Tesak Arquitetura, alguns cuidados são essenciais em ambientes infantis. “Em primeiro lugar, é importante lembrar que o espaço deve ser projetado para elas, então tudo tem que estar na altura das mãos”, dizem. Por isso, prateleiras, ganchos e nichos baixos ajudam na organização e, ainda, garantem liberdade na hora de brincar, deixando que as crianças tenham autonomia. “Assim, também se estimula o senso de organização, permitindo que elas mesmas guardem os brinquedos depois de usar”, afirmam. Na mesma toada, deixar livros na altura dos olhos e com a capa visível é uma boa alternativa. E, também para organizar, caixas com rodízios são uma ótima alternativa, permitindo também uma flexibilidade de layout interessante para esses tipos de espaço.

Dia das Crianças: Tesak Arquitetura traz dicas de como decorar ambientes infantis

O desafio desse projeto da Tesak Arquitetura foi o de atualizar o dormitório para as novas necessidades do menino, que irá utilizá-lo até a adolescência. Um cantinho para os estudos foi essencial. Foto: Henry Lopes

Móveis funcionais também fazem toda a diferença para criar um ambiente estimulante. “A aposta perfeita é naquelas peças versáteis e resistentes, que possam durar vários anos e acompanhar o desenvolvimento da criança”, opinam Bianca Tedesco e Viviane Sakumoto, que complementam. “Seja em um quarto, seja em uma brinquedoteca, é importante ter um cantinho destinado ao estudo ou a atividades lúdicas, como arte”. Assim, pensar em uma boa mesa ou escrivaninha com luminária e investir nos itens necessários – como uma lousa, por exemplo – são uma boa pedida. “Nesse cantinho e em todo o quarto, é importante trazer itens da personalidade da criança. Mas, para peças maiores, opte por aquelas mais neutras, que não vão ficar infantis demais com o crescimento da criança”, explicam.

Dia das Crianças: Tesak Arquitetura traz dicas de como decorar ambientes infantis

A temática geek foi a pedida da criança para esse quarto, projetado pela Tesak Arquitetura. A cama ganhou almofadões para fazer vez de sofá, e a marcenaria se desdobra em um cantinho de estudo bem-organizado. Para expor a coleção de carrinhos, as arquitetas pensaram em uma estante especial. Foto: Henry Lopes

Em questão de decoração, é impossível não pensar em quarto de criança sem se lembrar das cores. “Papeis de parede são sempre ótimos, pois conseguem trazer alegria para o ambiente e podem ser facilmente substituídos”, afirmam. Mas quando a escolha é por tinta, as profissionais da Tesak Arquitetura indicam escolher uma paleta de no máximo três cores, para manter a harmonia. “Adesivos também podem ser escolhidos para trazer personalidade às paredes, assim como a tinta de lousa, que transforma a superfície em um espaço lúdico”, opinam.

Segurança, sempre

Bianca Tedesco e Viviane Sakumoto relembram que as adaptações para espaços com crianças vão além da estética. “Crianças correm, brincam no chão, então tomar cuidado com a segurança é sempre primordial”, explicam. Por isso, atenção especial para os pisos: aqueles que não escorregam e possuem superfície sem desníveis são os melhores, como vinílicos e madeira. “Eles podem receber tapetes aconchegantes, para que as crianças fiquem confortáveis ao brincar”, dizem. Mobiliários com cantos arredondados também são uma boa escolha, mas, no caso de quinas, muitas vezes é importante optar por protetores de silicone. “Também é importante deixar a circulação livre, especialmente para as brincadeiras”, alertam.

Dia das Crianças: Tesak Arquitetura traz dicas de como decorar ambientes infantis

Para essa brinquedoteca, Bianca Tedesco e Viviane Sakumoto tiveram como ponto de partida um kid play com circuito suspenso para que, no espaço livre abaixo, fosse possível dispor brinquedos para crianças menores. Uma mini cozinha e bancada de ferramentas são perfeitas para deixar a imaginação a solta. Foto: Henry Lopes

Quando o assunto é materiais, optar por aqueles fáceis de limpar é essencial. “Evite sempre o vidro, que pode causar acidentes”. Se houver eletrônicos, uma opção é proteger os fios e não deixá-los aparente, ao passo que as tomadas podem receber protetores próprios.

 

Veja também: 

NEWSLETTER

Receba as novidades no seu e-mail

Written by: Ana Leichiringue

Deixe um comentário

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com