fbpx

Montanhas Sagradas e Transcendências

Montanhas Sagradas e Transcendências

Everest, Mont Blanc, Monte Fuji, Corcovado e tantas outras grandiosidades da natureza de um jeito nunca visto. O Espaço Expositivo A Estufa recebe a mostra Montanhas Sagradas e Transcendências, do artista visual Antonio Peticov, em São Paulo. Com abertura no dia 11 de novembro, às 11h, a exposição convida o público para uma viagem pelas mais belas montanhas que habitam nosso planeta, sob o viés e o realismo mágico que habitam as criações do artista.

O enredo da exposição nasceu de uma sugestão do filho de Peticov, Pedro Antonio, que, em comemoração ao 77º aniversário do pai, lançou a ideia de que fossem pintadas sete montanhas sagradas, sendo que cada uma deveria ter a prevalência de uma das sete cores do espectro. Proposta que foi rapidamente acatada, principalmente porque o trabalho de Antonio Peticov, alicerçado na ligação entre arte e matemática, encontrou no fato de seu nome e sobrenome terem sete letras cada, uma feliz coincidência que não poderia passar em branco.

A inspiração estava no auge quando, ao terminar a sétima montanha, Peticov resolveu não se deter apenas em tais escolhas e, aproveitando a enorme pesquisa que fez, seguiu em frente abordando um dos temas que mais o fascinam: a Transcendência – o dia e a noite, clássicos arquétipos análogos ao consciente e ao inconsciente, o plano humano e o divino interagindo em uma sinergia quântica.

Pintar essas imponentes montanhas, residentes nos mais variados cantos da Terra, fez com que Peticov olhasse para o Brasil e elegesse três paisagens que identificassem seu país, sendo uma delas, o “Frade e a Freira”, que pertence às suas primeiras memórias de infância, em Cachoeiro de Itapemirim, além dos emblemáticos Corcovado e Monte Roraima.

O resultado são 17 telas nas quais, segundo texto crítico da amiga Denise Mattar, com expressivas atuações, como curadora do Museu da Casa Brasileira, do Museu de Arte Moderna de São Paulo e do Rio de Janeiro, cuja competência qualifica sobremaneira essa mostra, “o artista revisita alguns dos mais significativos marcos topográficos da Terra, sob a ótica de seu aspecto sagrado e místico, atribuindo a cada um deles uma cor. Nestes trabalhos, Peticov mescla dados científicos, lendas, lembranças de viagens, vivências e novas experiências, o que lhe permite cindir ao meio o Vulcão Ol Doinyo Lengai, tornar o Monte Roraima mais alto do que é, colorir o Corcovado de Marc Ferrez e fazer uma paisagem montanhosa flutuar no céu”.

Completa a exposição a instalação “Sete Anéis” – composta por sete anéis de luz, cada um representando uma cor do espectro, instalados no topo de duas palmeiras imperiais -, integrada quase que naturalmente ao jardim da A Estufa, um charmoso espaço no coração da Vila Madalena, em São Paulo, propondo ao espectador desorientar-se e reorientar-se em suas noções de tempo e espaço, com esta volta ao mundo.

Serviço:

Montanhas Sagradas e Transcendência, de Antonio Peticov

Onde: Espaço Expositivo A Estufa – Rua Wisard, 53 – Vila Madalena – SP

Abertura: 11 de novembro de 2023, sábado, às 11h

Visitação: até 15 de dezembro, de segunda à sexta, das 11h às 17h. Sábados, das 11h às 13h

@aestufa.arte / @apeticov

https://peticov.com.br

Ficha técnica

*Texto Curatorial: Denise Mattar e Antonio Peticov

*Produção: Isabel Kook e Yasna Yanez

*Fotografia: Pedro Antonio Peticov e Karina Burigo

*Catering: Pizzaria Cristal

*Logística: Elisângela Ferreira Dias

*Agradecimento especial: Leo Laniado, Tacio de Camargo Alves e Cassio Machado (Rex Bistrot)

Confira também:

Fique por dentro das novidades com a #TrendsCHK.
Siga a gente nas redes sociais @trendschk.

NEWSLETTER

Receba as novidades no seu e-mail

Written by: Lucas Nóbrega

Deixe um comentário