fbpx

Isabela Chusid: Eleita Under 30 aos 26, ela criou uma marca sustentável que cresceu 400% no último ano

Em menos de três anos, marca de sandálias veganas esteve na New York Fashion Week, expandiu para Europa e acaba de se tornar carbono negativa

Desde a infância, Isabela Chusid (27) se interessava por sustentabilidade. Aos quatro anos, quando aprendeu sobre reciclagem de materiais, Isabela questionou a mãe sobre a reciclagem dos resíduos domésticos. Na adolescência, questionava as vendedoras de lojas sobre como eram feitos os casacos de pele, enquanto acompanhava o impacto da indústria da moda no ecossistema e nas relações de trabalho.

O tempo passou, Isabela se formou em administração de empresas e trabalhou em algumas indústrias grandes e pequenas de bens de consumo, até perceber que ainda sentia falta de atuar em algo que tivesse um propósito maior, atrelado ao interesse que ela tinha desde a infância. Vinda de uma família de empreendedores, aos 23 anos ela nunca havia pensado em empreender, até encontrar um problema que a incomodasse o suficiente para pensar em como faria para resolvê-lo, esse foi o estímulo que faltava para criar um negócio.

Adepta de um estilo confortável e despojado, Isabela sempre usou calçados baixos. Ao sentir um incômodo e procurar especialistas, foi diagnosticada com frouxidão ligamentar, condição que exigiria dela o uso de calçados com curvas de apoio para os pés. Em busca desses calçados, ela percebeu uma oportunidade de negócio: era quase impossível encontrar calçados confortáveis, sustentáveis e bonitos sem ter que abrir mão de um desses três pilares. Em menos de seis meses, em 2018, ela fundou a Linus, marca de lifestyle sustentável baseada nesses três pilares.

Desenvolvedora da primeira sandália de plástico vegana nacional, projetada por designers, engenheiros de material, ortopedistas e especialistas em palmilhas, a Linus tem todos seus produtos compostos por 70% de fontes renováveis, material 100% reciclável e com uma pegada de carbono negativa, de 0,364kg de CO2e por unidade, para os pares vendidos e comercializados em 2021. Na pandemia, quando aumentou a busca online por calçados confortáveis para serem usados em casa, as vendas no site da Linus dispararam. A marca nativa digital cresceu 700% entre janeiro de 2021 e janeiro de 2020, e no último ano o crescimento foi de quase 400%. Segundo Isabela, outro motivo foi o estímulo ao consumo consciente e sustentável.

Apesar do crescimento, Isabela conta que foi difícil vender a ideia de negócio para os fornecedores. Mesmo a experiência em multinacionais e o fato de vir de uma família empreendedora não facilitaram sua jornada em busca de fornecedores que acreditassem na ideia e estivessem dispostos a usar materiais sustentáveis. “Eu sentia que o fato de ser mulher, jovem e querendo fazer algo novo, tornava difícil acreditarem no modelo de negócio que eu queria criar”, afirma Isabela.

Foi uma outra mulher, que conheceu em uma visita a fábricas de calçados no Rio Grande do Sul, um dos principais pólos calçadistas do País, que acreditou na ideia de Isabela e se tornou fornecedora. “Até hoje, ela ainda é uma das que tenho melhor relação entre os meus fornecedores”, reforça Isabela. O apoio que Isabela sentiu falta no começo também reflete na composição da empresa, atualmente 84% da equipe é composta por mulheres e o empreendedorismo feminino é uma das maiores causas da empresa.

Com a sustentabilidade diretamente atrelada ao negócio, para além dos produtos, a Linus compensa a emissão de carbono e 200% de todo o plástico que produz, o objetivo é se tornar carbono negativa até 2026. A marca também possui o selo Eu Reciclo, além de ser certificada pela organização internacional de direitos dos animais PETA.

Em setembro de 2021, a marca esteve presente na passarela da New York Fashion Week, uma das principais semanas de moda do mundo, no desfile da coleção do nova-iorquino Carlton Jones. Usadas em combinação com uma coleção que explorou a sustentabilidade, com peças compostas de fibras de bambu e tencel, tecido feito a partir de resíduos de madeira e celulose, as sandálias Linus reforçaram o estilo luxo casual do designer. No final de dezembro, a marca deu os primeiros passos no mercado de vestuário, com a edição limitada da Camisa Linho, feita de linho com algodão cru, composta de fibra 100% natural.

No início de janeiro de 2022, Isa foi reconhecida na lista da Forbes Under 30, 2021, entre os 6 jovens mais inovadores em Moda no Brasil. Em fevereiro, a marca anunciou o início da operação na Europa por meio do e-commerce internacional. O objetivo, segundo Isabela, é reforçar a atuação da Linus como marca de lifestyle sustentável, para além das sandálias, principal produto da marca.

Confira também:

Fique por dentro das novidades com a #TrendsCHK.
Siga a gente nas redes sociais @trendschk.

NEWSLETTER

Receba as novidades no seu e-mail

Written by: Eduarda Costa

Deixe um comentário

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com