fbpx

Chocolates entre as preferências neste 12 de junho

Chocolates entre as preferências neste 12 de junho

A YouGov compilou, no período entre 09 de maio e 06 de junho, respostas dos brasileiros que costumam dar presentes a seus parceiros, e, com base nos dados da ferramenta YouGov BrandIndex, os chocolates e doces devem ser os os presentes mais populares neste Dia dos Namorados. Isso porque a categoria, dentre as sete analisadas, apresentou o maior crescimento geral para o índice de Consideração, que reflete quantas pessoas incluiriam uma marca em sua próxima decisão de compra.

No período observado, o setor de chocolates e doces registrou um aumento combinado de 2,2 pontos nesse indicador entre os brasileiros que compram presentes para seus parceiros. Em comparação, o grupo de hotéis e sites de viagens registrou um aumento de 1,5 ponto. No outro extremo, o setor de cuidados com os cabelos apresentou uma queda de -3,7 pontos no período. A BrandIndex também analisou o desempenho combinado dos setores de comércio eletrônico (+1,3), dispositivos de tecnologia (+0,9), roupas e calçados (+0,7) e cosméticos e cuidados com a pele (-1,3).

É importante observar, ainda, que nem todas as marcas de chocolate e doces estão ganhando terreno entre os brasileiros que comemorariam o Dia dos Namorados. De acordo com a BrandIndex, a Nestlé melhorou sua classificação de Consideração em 7,3 pontos entre 9 de maio e 6 de junho, mais do que qualquer outra marca observada no grupo. A fabricante de biscoitos Bauducco (+5,3 pontos) e a fabricante de chocolates Garoto (+4) também apresentaram aumentos significativos antes de 12 de junho.

Dados apontam celebração diferente em relação ao ano passado
Os dados também sugerem que o Dia dos Namorados 2024 deverá ser potencialmente diferente da celebração do ano passado. A BrandIndex contrasta a mudança nas classificações de Consideração para os mesmos sete grupos de marcas entre 15 de maio e 12 de junho de 2023, somente entre os brasileiros que normalmente dão presentes a seus parceiros. Essa análise constatou que, ao contrário do que se espera para este ano, a categoria mais popular para presentes foi a de aparelhos eletrônicos.

As marcas desse grupo, como um todo, registraram um aumento de 2,2 pontos na Consideração durante o período observado. Esse aumento foi quase o dobro do aumento registrado nesse período pelas marcas do setor de chocolates e doces. Os participantes dos setores de comércio eletrônico, hotéis e sites de viagem, cosméticos e cuidados com a pele e cuidados com os cabelos tiveram pouca alteração em sua atratividade antes do Dia dos Namorados 2023. Vestuário e calçados, por outro lado, caíram em popularidade.

Embora o setor preferido para presentes do Dia dos Namorados no ano passado tenha sido diferente daquele que está se formando para 2024, a BrandIndex também sugere que nem todas as marcas desse setor tiveram o mesmo desempenho. De 15 de maio a 12 de junho, a Apple registrou um aumento de quase 12 pontos de Consideração entre os brasileiros que costumam dar presentes a seus parceiros. O PlayStation veio logo atrás, com um aumento de 11 pontos. O Xbox, por outro lado, apresentou uma contração de -3,9 no período.

Brasil vs. mundo: como são dados os presentes aos casais?
Além do que será dado como presente no Dia dos Namorados deste ano, dados da YouGov Global Profiles mostram que os brasileiros diferem dos consumidores de outras partes do mundo na forma como dão presentes aos seus parceiros. Em 15 de maio, a plataforma indicava que apenas 59,5% dos consumidores do país costumam comprar presentes para seus parceiros. O número é menor do que o registrado no restante da América Latina (62,8%), Ásia (60,3%) e Europa (61,6%).

Os brasileiros que tendem a dar presentes a seus parceiros também têm maior probabilidade de preferir determinadas categorias de produtos, em comparação com consumidores semelhantes em outras partes do mundo. 80,3% desses consumidores tendem a comprar roupas, calçados e acessórios como presente, estatisticamente mais do que a porcentagem de todos os entrevistados da Global Profiles como um todo que também dão presentes a seus parceiros (68,4%). Por outro lado, eles são menos propensos a comprar joias (29,9% compram esses produtos como presentes, contra 39% no geral).

Até mesmo a atitude dos brasileiros em relação a presentes é diferente da registrada globalmente. No Brasil, aqueles que dão presentes a seus parceiros são mais propensos a dizer que esses presentes são uma forma de expressar o quanto a outra pessoa é especial e que não precisam de uma data especial. Por outro lado, eles parecem mais abertos à ideia de que o dinheiro é um presente válido. Além disso, em comparação com todos os entrevistados da Global Profiles que dão presentes a seus parceiros, os brasileiros dão mais atenção ao custo dos presentes.

Confira também:

Fique por dentro das novidades com a #TrendsCHK.
Siga a gente nas redes sociais @trendschk.

NEWSLETTER

Receba as novidades no seu e-mail

Written by: Lucas Nóbrega

Deixe um comentário