fbpx

Intercâmbio: Por que os estudantes estão investindo mais cedo nessa experiência?

Especialista em intercâmbio, Arleth Bandera, explica o porquê dessa mudança

Segundo pesquisa da Business Marketing International (BMI), cursos de idiomas de curta duração e profissionalizantes de longa estão entre os mais procurados. O perfil do estudante brasileiro que deseja ter a experiência de fazer um intercâmbio mudou de forma significativa nos últimos anos.

O estudo ouviu mais de 23 mil estudantes e verificou que os maiores investimentos em carreira são em graduação e pós-graduação internacionais. Observando essa alta mudança no perfil dos intercambistas, a CEO da Eagle e especialista em intercâmbio, Arleth Bandera, trouxe para a sua agência novas oportunidades e parcerias que atendesse essas novas demandas.

“A instituição que eu escolhi para essa nova história é a Collège National, focado no ensino superior, creditada pelo governo, nas áreas de gestão e tecnologia, que conta com vários programas para quem pensa em estudar e se especializar em outro país. Os cursos mais procurados são os de Empreendedorismo e tecnologia (2 anos), o de gerenciamento de redes (2 anos), esse conta com um diferencial que é o programa de estágio, e o de gestão de projetos (1 ano). Todos esses cursos permitem que o estudante trabalhe enquanto estuda por até 20h e assim após a formação, consegue a permissão de trabalho por até 40h semanais, o PGWP – Post Gradution Work Permit, por até 3 anos.” Comenta Arleth Bandera.

A pesquisa também apurou que entre 2018 e 2022, houve um aumento de 12% no número de mulheres buscando opções de estudos no exterior. “O aumento da competitiva do mercado é nítido, e as mulheres sabem que investir em carreira e educação faz com que elas possam se destacar melhor. Por isso, essas opções de cursos profissionalizantes são uma ótima saída para quem pensa em aumentar o currículo e morar no exterior”, comenta a CEO da Eagle.

Para aqueles que pensam em fazer algum desses cursos, mas está com o inglês enferrujado, não tem problema! O Collège também possui um suporte de idioma super interessante, são 4 meses de inglês ou francês que te ajudam a estar preparado para a próxima fase, escolher um dos programas que tem o seu perfil.

“Essa parceria não se trata de um curso de inglês, mas sim um curso técnico. Teremos cursos de inglês em breve, essa é a meta da agência. Esses cursos são uma porta de entrada para a migração para o Canadá, pois permite que o indivíduo trabalhe com remuneração e estude. A família toda recebe o mesmo visto, se tiver filhos, esse tem direito a escola sem custo.”, conclui Arleth Bandera.

Para saber mais sobre os cursos, visto, curiosidades e um pouco mais sobre a agência, confira no site da Eagle. Acesse: www.eagleintercambio.com

Confira também:

Fique por dentro das novidades e dicas de moda e beleza com o #TrendsCHK.
Siga a gente nas redes sociais @trendschk.

NEWSLETTER

Receba as novidades no seu e-mail

Written by: Eduarda Costa

Deixe um comentário

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com