fbpx

Vacina financeira aumenta imunidade do bolso

Vacina financeira aumenta imunidade do bolso e protege as contas da família

Fundadora da Oficina das Finanças e autora de mais de 18 livros, Carolina Ligocki traz seis dicas fundamentais para tornar a relação com o dinheiro mais equilibrada e rentável e reduzir o endividamento

Para a maior parte dos brasileiros é um desafio manter as contas em dia, garantir as fontes de renda, proteger o dinheiro da inflação e ter retorno com investimentos. O ano de 2022 começou e muitos não conseguiram se organizar para recomeçar o ciclo de pagamento das matrículas, dos materiais escolares, IPVA, IPTU, seguros… enfim, tudo isso se repete anualmente e, mesmo assim, parece surpreender muita gente.

“Esses desafios ocorrem porque somos seres emocionais. Se fôssemos essencialmente racionais teríamos nossos controles atualizados e o dinheiro para cada despesa já reservado para esse momento, afinal de contas, nada disso é uma novidade”.

Esta é a opinião da educadora financeira Carolina Ligocki, autora de mais de 18 livros que compõem programas de educação financeira de crianças, jovens e adultos. Carolina é fundadora da Oficina das Finanças, ao lado do marido Leonardo Silva. Desenvolve, desde 2013, o Programa para as Escolas, que é parceiro da FTD Educação e já atingiu mais de 150 mil alunos em todo o Brasil.

A educadora financeira destaca seis dicas fundamentais para o início do ano para tornar a relação das famílias com dinheiro mais equilibrada, satisfatória e rentável ao longo de 2022:

  1. Renegociar dívidas que tenham juros muito altos e tentar reduzi-los.
  2. Aplicar o dinheiro parado na conta corrente ou poupança em investimentos mais conservadores, mas que protejam os valores da inflação, como alguns CDBs ou RDCs, investimentos atrelados ao CDI, Tesouro SELIC, entre outros.
  3. Separar, todo início do mês, um pouco de dinheiro para ser guardado para o futuro.
  4. Avaliar sua reserva para a aposentadoria e fazer ajustes que garantam melhorias.
  5. Avaliar as despesas para eliminar desperdícios e ajustar contas de telefone, internet, TV a cabo, mensalidades de aplicativos etc.
  6. Conhecer e começar a usar opções de cashback e pontos em programas de fidelidade.

    “Estudos de Ciências Comportamentais mostram que temos a tendência a procrastinar ações e ficar exatamente onde estamos. Somos otimistas e acreditamos que tudo vai dar certo no futuro e isso faz com que não sejamos precavidos. A questão é que esses comportamentos estão piorando a qualidade de vida das famílias pois usamos o dinheiro sem estratégia para garantir o dinheiro futuro”, diz Carolina Ligocki.

Vacina Financeira

Para melhorar a “imunidade” do bolso e aumentar a saúde financeira das famílias, a Oficina das Finanças disponibilizou, em 2020, a Vacina Financeira: um programa on-line que varia de 5 a 60 dias, com orientações específicas, customizadas para diferentes realidades, que ajuda pessoas a aumentar a capacidade de tomar melhores decisões financeiras no dia a dia, reduzir o mal-estar financeiro, melhorar a relação com o dinheiro e controlar as contas.

A programa de imunização tem se dedicado a elevar a saúde financeira das pessoas usando estratégias comportamentais associadas ao Método dos 6Gs (Gerar, Gastar, Guardar, Ganhar com investimento, Gerir e ter Gratidão).

Desde 2020, campanhas de Vacinação Financeira em massa já vacinaram mais de 3 mil pessoas, com resultados muito positivos.

A Vacina Financeira está disponível para as famílias e os colaboradores das escolas que adotam o Programa Oficina das Finanças na Escola. Também é possível acessar vídeos e conteúdo aberto e gratuito nas redes sociais (@oficinadasfinancasnaescola) e receber notificações de quando será a próxima Campanha de Vacinação.

Confira também:

Fique por dentro das novidades e dicas de moda e beleza com o #TrendsCHK.
Siga a gente nas redes sociais @trendschk.

NEWSLETTER

Receba as novidades no seu e-mail

Written by: Eduarda Costa

Deixe um comentário

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com